Conheça Neck Deep, a banda fenômeno do pop-punk

Enquanto uma nova geração pop-punk se delineia no horizonte, o Neck Deep se destaca como um dos principais nomes a se prestar atenção nesse cenário. Os jovens de Wrexham, País de Gales, somam prêmios da Kerrang! e Alternative Press, fizeram turnês bem-sucedidas – a do último álbum foi vista por mais de 50 mil pessoas em 15 países durante quatro meses – e já trabalharam com lendas como Mark Hoppus (Blink-182) e Chris Carrabba (Dashboard Confessional). Agora, a banda se prepara para lançar seu terceiro disco, “The Peace and The Panic”, pela Hopeless Records.

Parece muito para músicos cuja média de idade é apenas 23 anos, mas Ben Barlow (vocal), Matt West (guitarra), Sam Bowden (guitarra), Fil Thorpe-Evans (baixo) e Dani Washington (bateria) vêm se destacando desde os três EPs lançados entre 2012 e 2014. Nesse mesmo ano, veio o primeiro álbum, “Wishful Thinking”, mas 2015 trouxe a grande virada: “Life’s Not Out To Get You”. O disco estreou no top 10 de vendas (tanto do Reino Unido quanto dos Estados Unidos), vendeu mais de 150 mil cópias físicas e teve mais de 100 milhões de streams no Spotify em todo o mundo. O trabalho apresentou a sonoridade da banda em nível internacional, mostrando canções que exaltam o lado bom da vida, como o título sugere.

Mas, como toda geração tem seus altos e baixos, o Neck Deep logo viria a conhecer o lado mais sombrio dessa trajetória de sucessos. Após o lançamento de LNOTGY, perdas pessoais marcaram um momento de muito amadurecimento.

“Meu pai faleceu enquanto eu estava em turnê com a banda, e o do Fil também. Nós dois também perdemos amigos durante aquele período de tempo, um dos amigos mais antigos do Fil em um acidente de carro. Isso nos deu a dura percepção da natureza dúbia das coisas. Com as coisas boas, naturalmente vêm as ruins, mas nós estávamos enfrentando o que parecia um período de bonança ininterrupta. E aí, de repente, fomos impactados pelos acontecimentos mais horríveis que se pode imaginar”, conta o vocalista Ben Barlow.

A nova perspectiva sobre a vida ajudou a batizar o próximo álbum, “The Peace and The Panic”, e traz temáticas diferentes para a banda e para boa parte do cenário pop punk. A obra, produzida por Mike Green (Pierce The Veil, Paramore), terá 11 faixas e chega a todas as plataformas digitais de música no dia 18/08. Em preparação para o lançamento, o Neck Deep esteve em turnê pelos Estados Unidos de junho a agosto na Vans Warped Tour. Enquanto o novo disco não chega, os fãs já podem conferir os singles “Motion Sickness”, “Where Do We Go When We Go” e “Happy Judgement Day”, exemplos do novo momento da banda, inspirada tanto pelas coisas positivas quanto as negativas.

“The Peace and The Panic” será disponibilizado pelo selo Hopeless Records, baseado em Van Nuys, Califórnia, e cujos lançamentos incluem títulos de New Found Glory, Circa Survive, Sum41, Taking Back Sunday, Yellowcard, The Used e muitos outros grandes nomes.

 

Assista “Motion Sickness”: smarturl.it/MotionSicknessVideo

Assista “Where do we go when we go”: smarturl.it/WDWGVideo

Assista “Happy Judgement Day”: smarturl.it/HJDVideo

 

Para mais informações:

Hopeless Records: www.hopelessrecords.com

Website: http://www.neckdeepuk.com

 

Siga Neck Deep:

Facebook: http://www.facebook.com/neckdeepuk

Instagram / Twitter: @NeckDeepUK