Marcelo Rizzo se deixa levar no clipe e single “Por Que Não?”

Após chamar atenção no cenário pop nacional com os clipes “Deu Defeito” e “A Interrogação”, o cantor Marcelo Rizzo está de volta com a nova canção “Por Que Não?”. O single chega aos serviços de streaming acompanhado de um vídeo no canal oficial do artista do YouTube, trazendo de volta a sua interpretação bem-humorada dos relacionamentos modernos em uma abordagem visual que leva dança ao elevado Minhocão, em São Paulo.

Assista a “Por Que Não?”: https://youtu.be/jJomtHMixFc

Ouça “Por Que Não?”: http://bit.ly/RizzoPQNão

Rizzo faz dessa música uma verdadeira celebração às colaborações entre amigos. Reunido com a diretora Luiza Montoni, que também assina o clipe de “Deu Defeito”, ele convidou os dançarinos Marina Fuess e Igor Bezerra para trazer à tona o espírito da canção, também inspirada após uma troca de mensagens com um amigo. Na letra, o artista deixa de lado as nóias e preocupações excessivas para se entregar ao novo, sem medo de ser feliz. As ansiedades modernas e os amores frágeis são um prato cheio para Marcelo Rizzo, que sempre transporta essas questões para suas letras.

“Tenho um amigo, Thiago, que me ajuda sempre a adotar o lema ‘Por Que Não?’ pra vida. Sempre que eu me prendo nas minhas paranóias, em medos irreais, questiono se devo, se posso e o que vão pensar. Fiz a música depois de uma conversa muito inspiradora com ele por mensagens. É meio que um exercício, um mantra que eu tento sempre adotar e que acho que todos deviam adotar. Claro que tudo dentro do seguro e razoável. Muitas coisas realmente não devem ser feitas porque não e ponto final. Mas muitas a gente deixa de fazer por medo, por não se permitir”, reflete Rizzo.

A ideia do clipe partiu dessa mesma premissa. Por que não gravar na rua? Por que não dançar no Minhocão? Por que não fazer um street pole dance? “Resolvi juntar essas ousadias com a paixão que eu tenho pela cidade de SP, explorando minhas paisagens preferidas”, completa Marcelo Rizzo.

Marcelo Rizzo (Crédito: Luiza Montoni)

A canção antecipa o EP de estreia do músico, ainda sem data de lançamento. Relacionando-se com a música desde 2003, foi em 2009 que ele decidiu começar a gravar as suas composições de forma amadora, com o auxílio de um computador. Em 2016, Rizzo tomou coragem para investir em suas canções. Foi com a ajuda de Lucas Prado, produtor do álbum, que o artista conseguiu repaginar as músicas e criar novas.

Assista a “Deu Defeito”: https://youtu.be/NWmFMMrRebs

Assista ao lyric video “A Interrogação”: https://youtu.be/AcLgbt1Kow4

“Foi um processo de redescoberta pra mim porque eu amadureci. Foram 10, quase 11 anos. As letras que eu tinha espelhavam sentimentos antigos, mas que talvez já não fizessem o mesmo sentido pra mim. Meu repertório também mudou. Minha vivência é outra. Reescrevi e fiz um som novo que era verdadeiro pra mim hoje, com um pop ou MPB mais antigo como referência, com a intenção de transparecer atualidade, mas sem necessariamente seguir uma tendência”, explica.

Marcelo Rizzo continua preparando outras novidades até o lançamento de seu trabalho de estreia.

Assista a “Por Que Não?”: https://youtu.be/jJomtHMixFc

Ouça “Por Que Não?”: http://bit.ly/RizzoPQNão

Acompanhe Marcelo Rizzo:

Facebook: https://www.facebook.com/omarcelorizzo

Instagram: http://instagram.com/omarcelorizzo

Twitter: http://www.twitter.com/omarcelorizzo

Ficha Técnica:

Direção, captação e edição: Luiza Montoni

Roteiro: Marcelo Rizzo e Luiza Montoni

Produção: Andrea Voltarelli

Cabelo e maquiagem: Gabrise Fiordelisio

Identidade visual da capa do single e artes promocionais: Farândola

Letra: Marcelo Rizzo

Música, arranjos, produção, captação, edição, mixagem e masterização: Lucas Prado

Backing Vocal: Denise Rodrigues e Marcelo Rizzo

Agradecimento: Cristal Estúdios Produções, LA CineVideo,

Agradecimento especial: Thiago Loreto, pela inspiração  

Elenco: Guilherme Gejer, Igor Bezerra, Luiza Aloi, Marina Fuess, Marcelo Rizzo

Por Que Não?  

(M. Rizzo / T. Loreto)

Trovejando, nunca chovendo

Me abstendo de um desejo à flor da pele

Um só pé na água, o outro atrás

Chega de mágoa, já sofri demais

(Pré-refrão)

Vai saber, quem vai dizer

Não tem como prever

que é pra ser, que é pra gente ficar assim

Digo pra mim:

Se você quer, tá tudo certo

Chega de se proibir

(Refrão)

Afronta, desafia

Se arrisca, não enrola

Desenrola e se pergunta: “Por que não?”

Se livra das amarras

da sua mente e da censura

Se permita a pergunta: “Por que não?”

Só vai

Outra realidade, faz borbulhar o sangue

É a sua chance de se imergir

Por a cara no sol, se mostrar

Vestir outro você e se afundar

Provar o quão elástico e plural você é

(Pré-refrão)

O que vão dizer, deixa ser

Não tem como prever

Tá fora do seu alcance, então, confia que

O que for seu, é seu, a vida vai te dar

Chega de medo de se entregar

(Refrão)

Afronta, se arrisca, não enrola

Desenrola e se pergunta “Por que não?”

Se livra das amarras da sua mente

Deixa acontecer com a gente

E se pergunta “Por que não?”