Sound Bullet lança clipe “Atlas”, gravado no Canadá

Sound Bullet lança clipe “Atlas”, gravado no Canadá

A Sound Bullet dá continuidade ao ciclo de seu álbum “Terreno”, lançado em 2017 pela Sagitta Records, com o clipe para o single “Atlas”. Traduzindo a sensação de não-pertencimento da letra, a lente acompanha a realidade de um imigrante ocupando o espaço público em um país que lhe é estranho. O vídeo foi gravado em Vancouver, no Canadá, e tem roteiro, direção e edição de Lucas Bellator.

Assista a “Atlas”: https://youtu.be/os0qHtO-8xI

Com o clipe, a Sound Bullet começa o fim do ciclo de “Terreno”, disco que completou um ano em setembro. Neste período, a banda venceu o concurso EDP Live Bands, o que lhe garantiu um show no festival NOS Alive, em Portugal, além do contrato de um álbum com a Sony Music.

Enquanto pensam no sucessor de “Terreno”, os integrantes contaram com a parceria de Lucas Bellator, com quem já haviam colaborado em outros vídeos, para dar vida à interpretação visual de “Atlas”. Assim, toda a concepção foi realizada à distância, em uma ponte entre Rio de Janeiro e Vancouver feita via mensagens de texto, conferências online e e-mails.

Veja Sound Bullet no NOS Alive: https://youtu.be/WDjmKzw2Kc0

“A gente queria que o diretor, que estava passando uns tempos no Canadá, fizesse uma leitura sobre a música e usasse da forma que lhe conviesse a ideia da canção. Ele roteirizou essa história de um homem passando um final de semana na cidade, onde eventualmente coisas dão certo, coisas dão errado. Apesar de sair agora, esse clipe começou a ser pensado no final de 2017. Nós somos músicos, damos nossas pinceladas em outros ramos artísticos, mas não temos a pretensão de escrever um roteiro ou formular ideia profundas para um vídeo. Ter alguém como o Lucas que possa entender nossos anseios, ao mesmo tempo que interpreta da maneira que quiser a nossa música para a partir daí construirmos juntos o clipe, é bem divertido”, reflete o vocalista e guitarrista Guilherme Gonzalez.

Sound Bullet (Foto por Pedro Guarilha)

Ao lado dele, a Sound Bullet é formada por Fred Mattos (baixo), Rodrigo Tak-ming (guitarra), Henrique Wuensch (guitarra) e Pedro Mesquita (bateria). Além de “Terreno”, que contou com a produção de Patrick Laplan (Rodox, Planar), os músicos trazem no currículo o EP “Ninguém está sozinho”, produzido por Diogo Strausz (Alice Caymmi, Castello Branco), e o single “When It Goes Wrong”, gravado no projeto Converse Rubber Tracks e que já soma mais de 800 mil audições apenas no Spotify.

Veja o clipe de “Amanheci”: https://youtu.be/9hUbMaHGE6A

Confira “Em Um Mundo de Milhões de Buscas”: https://youtu.be/8m-L81uDirw

“Atlas” é o terceiro clipe oficial do disco – juntamente de “Amanheci” e “Em um mundo de milhões de buscas” – e mais um exemplo de colaboração de peso da Sound Bullet, que conta com Aline Lessa nos vocais. Agora, a banda mira no futuro ao se preparar para a pré-produção de seu próximo disco de estúdio, que será lançado pela Sony Music Brasil.

Assista a “Atlas”: https://youtu.be/os0qHtO-8xI

Ouça “Terreno”: http://bit.ly/SoundBulletTerreno

Ficha técnica:

Direção e roteiro – Lucas Bellator

Produção – Silva Home Movies

Assistência de Fotografia/Edição – Jaqueline Packowski

Elenco – Ze Vicente, Ronan Ashbury, Viviane Chiamulera, Bruno Lima, Lucas Bellator

Cenas internas gravadas no Seabus, Vancouver Public Library, Browns Crafthouse, Three Brits Public House

Cenas externas – Downtown Vancouver e arredores

Sound Bullet – Atlas

Enquanto eu finjo que não sei

Meu corpo tende a me entregar

Eu não pertenço a esse lugar

Enquanto evito perceber

Ainda incomoda o sussurrar

São vozes a me vigiar

Eu não sei de onde vem

Escuridão me fez refém

Suportar o que me ancora ao vão

É me esquivar do que me deixa são

Já não consigo me esconder

Pessoas tentam me entregar

E assim me forço a concordar

Eu já não finjo que não sei

Meu corpo tende a aceitar

O meu manto e seu pesar

Suportar o que me ancora ao vão

É me esquivar do que me deixa são