Tag Archives

Posts with Balaclava Records tag.
Desejos ganham forma no novo clipe do Mannequin Trees

Um filtro vermelho intensifica os planos fechados de “Daydream”, o novo clipe da banda Mannequin Trees. A faixa, que integra o álbum de mesmo nome lançado pelo selo Balaclava Records, entrega uma melodia dançante para uma letra melancólica, que mostra a permanência do desejo mesmo após o fim de um relacionamento. O vídeo já está disponível no YouTube.

Assista a “Daydream”: https://youtu.be/Q59sdtBJRjc

Após chamar atenção com o EP de estreia, autointitulado, o Mannequin Trees retornou em um disco cheio com a sua já estabelecida sonoridade ora oitentista, ora influenciada pela psicodelia moderna. Alternando entre momentos solares e soturnos, o músico e compositor sergipano radicado em São Paulo Ícaro Reis faz uma ponte entre o chillwave e o eletrônico lisérgico.

Mannequin Trees por Azevedo Lobo

“Daydream” serviu como o pontapé inicial para o projeto: foi ela a música escolhida para mostrar aos amigos e de onde veio o incentivo para o lançamento da banda. A canção se une aos demais clipes do álbum, “Follow me” e “Small Talk”.

Assista a “Follow me”: https://youtu.be/hoX3GRezaDM

Assista a “Small Talk”: https://youtu.be/4eNzndhvOQo

Em comum, eles têm a produção no estilo do it yourself, reunindo parceiros musicais e criativos de Ícaro Reis em uma produção feita a muitas mãos. Além dele, assinam o vídeo Leonardo Soares, Eduardo Verdugo (também responsável pela edição ao lado de Reis) e Lucas Fonseca. Soares criou o conceito do roteiro, originalmente pensado para “Small Talk”. Apenas após a finalização das filmagens é o que vídeo acabou se tornando de “Daydream”.

O álbum conta com 10 faixas guiadas por duas personagens, Donna e Irene. Elas acabam por se revelar alter egos do próprio compositor, que as transforma em canções confessionais sobre paixões e inseguranças.

Assista a “Daydream”: https://youtu.be/Q59sdtBJRjc

Ouça o álbum “Daydream”: http://bit.ly/MTDaydream

 

Ficha técnica:

 

Criação e produção:

Ícaro Reis

Leonardo Soares

Eduardo Verdugo

Lucas Fonseca

 

Edição:

Ícaro Reis

Eduardo Verdugo

 

Mannequin Trees – Daydream

 

Oh I, I want you every time, can’t deny

That I, I want you every night, every night

 

I was there, you were mine

Our rule used to be just a light in the dark

Pouring love, sharing peace over us

 

How hard do I try to keep you by my side

It’s like I have died, waking up now

 

We were there, not so fine

Breaking up to be free

No more light in the dark

Living dust in the wind

 

How hard do I try to keep you by my side

It’s like I have died, waking up now

 

Siga a banda:
https://www.instagram.com/mannequintrees/

https://www.facebook.com/mannequintrees/

https://www.youtube.com/mannequintrees

Mannequin Trees explora sonoridade indie psicodélica no novo disco, “Daydream”

Projeto solo do músico e compositor sergipano radicado em São Paulo Ícaro Reis, a Mannequin Trees apresenta um som psicodélico com influência do synthpop, fazendo uma ponte entre a chillwave e o eletrônico lisérgico. O primeiro disco completo, “Daydream”, acaba de ser lançado pelo selo Balaclava Records.

Ouça “Daydream”: http://bit.ly/MTDaydream

Após chamar atenção com o EP de estreia, autointitulado, o Mannequin Trees retorna com a sua já estabelecida sonoridade ora oitentista, ora influenciada pela psicodelia moderna. Alternando entre momentos solares e soturnos, Ícaro segue explorando o universo das personagens Donna e Irene, representadas na capa como versões femininas do próprio Ícaro. Elas surgem ao longo das letras. “Na primeira música, já apresento as duas. Mais tarde, aprendi serem alter egos meus”, revela o compositor, que tem também como influências John Frusciante e Supertramp.

“Chances and Changes” versa sobre sair da sua zona de conforto e tentar realizar seus sonhos. “Daydream” aborda o desejo de estar com alguém e serviu como o pontapé inicial para o projeto: foi ela a música escolhida para mostrar aos amigos e de onde veio o incentivo para o lançamento da banda. Já em “So long, goodbye”, primeira canção composta por Ícaro para o Mannequin Trees, traz à tona um contraponto sobre expectativas e realidades, e lidar com as frustrações para seguir em frente. “Tonight” é a continuação dessa temática, seguida por “Follow me”, que prega o fim dos medos, o cuidado com a mente e seguir os instintos. A música foi um dos singles e ganhou um videoclipe.

Assista a “Follow me”: https://youtu.be/hoX3GRezaDM

“O clipe mostra que enquanto não temos certeza de quem somos, nós nos baseamos nos outros pra seguir a vida, repetindo padrões. Nos escondemos em máscaras, e muitas vezes não conseguimos tirá-las”, explica Ícaro Reis.

“Remember” representa como a mente do compositor funciona, ritmada e inconstante. Embora a letra não conte com um refrão, o coro se torna o riff da música. “Small Talk” aborda os vícios dos relacionamentos e foi escolhida como single, ganhando também um clipe. Usando a figura de Reis como base, o vídeo foi feito no espírito do do it yourself, na casa do músico, usando uma TV como metáfora do espaço-tempo.

Assista a “Small Talk”: https://youtu.be/4eNzndhvOQo

“Imaginei o vídeo como um loop infinito, comparando com algumas relações que temos, cheias de expectativas e onde as coisas parecem mudar, mas tudo continua na mesma”, explica.

“Hero Made of Sand” entrega a idealização dos “heróis imperfeitos”, mostrando que os erros acontecem, mesmo quando há boas intenções. “She’s an unknown” fala do destino como facilitador de coisas boas e surpresas quando não há grandes expectativas. Por fim, “So close yet so far” entrega a vocação psicodélica do projeto e uma letra que se despede de um relacionamento assim como o ouvinte se despede do disco. Na tracklist, Ícaro retoma algumas faixas que já haviam sido reveladas em vídeos de estúdio da primeira formação da banda.

Confira “Daydream”: https://youtu.be/yNhnEyJhoAs

Confira “Remember”: https://youtu.be/MF5sre_xNJ4

Confira “Chances and changes”: https://youtu.be/rHytyo4oKvE

Confira “Tonight”: https://youtu.be/Bh315YInteU

O Mannequin Trees já colhe os frutos do projeto. A banda lançou seu primeiro EP em novembro de 2017, abrindo uma parceria com a Balaclava Records. Com a boa recepção, se apresentaram no Palco Budstation do Lollapalooza 2018, Bud Basement e Sofar Sounds. Apostando no encontro entre as guitarras e os sintetizadores, o Mannequin Trees chama atenção com um som cheio de nuances e sensações.

Ouça “Daydream”: http://bit.ly/MTDaydream

Crédito: Azevedo Lobo

Ficha Técnica:

Produzido e mixado por Ícaro Reis

Masterizado por Ícaro Reis e Raphael Ferreira

Capa por Ekatrine Garoufalis

Tracklist

1. Chances and changes

2. Daydream

3. So long, goodbye

4. Tonight

5. Follow me

6. Remember

7. Small talk

8. Hero made of sand

9. She’s an unknown

10. So close yet so far

Fechando ciclo, Ventre lança EP visual “Saudade (o corte 切り)”

O power trio carioca Ventre fecha um ciclo em sua história. O grupo, que se apresentou no Lollapalooza Brasil deste ano e anunciou uma pausa em suas atividades, lança nas plataformas de música digital o EP “Saudade (o corte 切り)”. Além de contar com um pôster-HQ, o trabalho também recebe uma abordagem visual, representando cada uma das faixas: “Alfinete”, “Pulmão”, “O Corte” e “Aquela Mancha”. O lançamento é o fechamento de um ciclo e ocorre via selo Balaclava Records.

Veja “Saudade (o corte 切り)”: https://youtu.be/HNqKipeoPcY

Ouça “Saudade (o corte 切り)”: http://bit.ly/VentreEP

Desde 2012 circulando pelos palcos do país, a Ventre levou suas performances explosivas para festivais como Lollapalooza (SP), Popload (SP), DoSol (RN), Coquetel Molotov (PE), MecaInhotim (MG), CoMA (DF), Vaca Amarela (GO), MoLA (RJ), Noites do Norte (AM), Se Rasgum (PA), Morrostock (RS), Psicodália (SC). Com apenas um álbum lançado, Ventre (抱きしめ と キス), eles se tornaram uma das bandas mais conhecidas da cena nacional, sendo elogiados diversas vezes por críticos especializados.

Formado por Hugo Noguchi (baixo), Larissa Conforto (bateria) e Gabriel Ventura (voz e guitarra), a Ventre evoca em seu novo trabalho o misticismo que o próprio nome traz. No EP “Saudade (o corte 切り)” a banda mergulha em uma melancolia bela. O título “Saudade” foi uma ideia de Larissa Conforto, simbolizando a nostalgia por encerrar este ciclo. Já “O corte” foi sugestão de Hugo Noguchi.

Ventre (Crédito: Hannah Carvalho)

“Ventre é um kanji (腹) e o corte é kiri (切り). Unir os dois resulta em hara-kiri (腹切り) que é o ritual de suicídio japonês. Daí o conceito de fim induzido”, explica Hugo.

O EP traz as faixas já lançadas e “Pulmão”, uma breve canção experimental guiada por um poema recitado pela baterista Conforto. As músicas foram acompanhados por capas que, ao fim, se unem em um pôster-HQ, criado por Victor Reis, revelando personagens inspiradas pelas músicas. O EP foi gravado na Casa do Bóris, em Cotia (SP) por Diego Poloni, Hugo Noguchi e Ricardo Nogueira. Participaram também Ale Cacciatore, Luccas Villela, Ricardo Nogueira, Paulinha Gonçalves, Sérgio Ugeda e Bóris.

Atualmente, o power trio se concentra em seus projetos paralelos, levando sua música em diferentes formatos. Gabriel Ventura é guitarrista de Cícero, Posada e o Clã e participará das gravações do novo disco de Duda Brack; Hugo Noguchi continua tocando com as bandas SLVDR e Posada e o Clã, além de permanecer produzindo discos, como os mais recentes da cantora Luíza Boê e das bandas cariocas Contando Bicicletas e Barcamundi. Hugo também lançou recentemente o compacto solo “SATORI/VAZIO”. Já Larissa Conforto realiza turnê com mais de 30 datas, em mais de 10 estados em quatro regiões do país, com Vitor Brauer, no projeto “Sem Sair na Rolling Stone”, além de dedicar-se ao duo Tretas, formado com Nathanne Rodrigues (Chico de Barro). A artista acaba de acompanhar BEL em uma turnê por Argentina e Uruguai.

Veja “Saudade (o corte 切り)”: https://youtu.be/HNqKipeoPcY

Ouça “Saudade (o corte 切り)”: http://bit.ly/VentreEP