Tag Archives

Posts with Rota de Fuga tag.
Xana Gallo caminha para a liberdade em primeiro clipe, “Nada Sei”

A cantora e compositora gaúcha Xana Gallo encara as incertezas de peito aberto no primeiro clipe de seu elogiado disco “Rota de Fuga”, lançado este ano no Dia Internacional da Mulher. O vídeo, gravado na zona portuária de sua cidade natal, Pelotas (RS), aposta na força do feminino, com direção das gêmeas Natalia e Camila Meggiato, à frente do coletivo Fitas Clipe, que conta apenas com mulheres, da filmagem à edição final. O resultado já está disponível no canal oficial de Xana Gallo no YouTube.

Assista “Nada Sei”: https://youtu.be/_8wvO0-isoo

A cantora, que participou ativamente da concepção do clipe, aparece andando pelas ruas logo depois de uma – na verdade, várias – separações. O clipe é confessional, pois a artista passou por inúmeros relacionamentos até descobrir o real significado das palavras intuição e abuso.

A dúvida constante presente no clipe mostra a incerteza do que vem pela frente. O futuro aparece como uma incógnita, mas uma coisa é certa: o retorno da liberdade. “Se vou novamente amar, eu não sei / Só sei que pretendo ficar muito bem / Cada um sabe a paz e o amor que lhe faz bem”, canta Xana, que anteriormente lançou o webclipe  desta canção.

Assista a “Nada sei” no estúdio: https://youtu.be/yGVeMRfCrDk

A entrada e saída de diversas portas são uma imagem simbólica dos relacionamentos dos quais a cantora se libertou. No clipe, uma a uma das portas se fecham, enquanto Xana Gallo sai a andar sem olhar para trás.

“A dúvida e a insegurança do que seria o futuro me acompanharam por algum tempo logo depois que consegui sair de alguns dos relacionamentos abusivos. Muito porque o parceiro, principalmente no final do relacionamento, fazia com que eu me sentisse confusa e culpada por estar deixando para trás um homem ‘tão incrível’, que eu ‘não podia estar certa’. Mas preferi adentrar o incerto e andar comigo mesma a continuar numa realidade sem liberdade, sem conseguir ser eu mesma, embora não soubesse o que viria pela frente. Mas hoje, quase um ano e meio após o término de meu último relacionamento, tenho certeza que valeu muito a pena cada ‘não’ que eu disse e cada porta fechada sem olhar para trás”, reflete a artista.

Xana Gallo (Crédito: Henrique Azevedo)


Em seu segundo disco, Xana Gallo trilha a linha entre prisão e liberdade, submissão (mesmo que inconsciente) e empoderamento. Buscando inspiração na sua própria vida, ela mostra que é possível – e é preciso – seguir em frente, mesmo quando não se consegue ainda enxergar o que vem pela frente.

“Rota de Fuga” é o ponto de chegada de Xana Gallo em todo um processo de despertar pessoal a artístico. Atuando na música desde 2006, ela gravou seu disco de estreia, “Mulheres, Sons, Liberdade”, em 2014. O trabalho contou com a participação de artistas femininas da cena gaúcha e buscou retratar aspectos da cultura negra de sua cidade, Pelotas. Em 2017, Xana se mudou para o Rio de Janeiro em busca de novos palcos e elaborou “Rota de Fuga” com produção musical de Eduardo Neves e uma banda composta pelo contrabaixo de André Vasconcellos, pianos de Adriano Souza e Danilo Andrade e bateria de Antonio Neves.

O álbum, que segue a cronologia de suas relações, aborda histórias de relacionamentos aparentemente normais, que ao longo do tempo revelaram-se nocivos e tiraram a liberdade da cantora. Inicialmente pareciam um conto de fadas, mas levaram à perda do convívio social e estresse pós-traumático após o fim da relação.

Olhando para o futuro, Xana Gallo prepara um novo EP, “Roda, Rodou”. Gravado no Estúdio Marini, de Kassin, pelo produtor Diogo Strausz (Alice Caymmi, Balako, Aymoreco), o compacto deixa para trás a dor e leva a força da mulher em primeiro plano.

O EP é só um dos lançamentos que virão da artista, que desenvolve também um projeto chamado “CompositorA”, onde cria canções em parceria com mulheres de diversas cidades. Elas lhe enviam seus manuscritos (poemas, versos soltos, histórias) por meio das redes sociais, alimentando a importância de as mulheres contarem, juntas, sua própria história.

Antes silenciada, Xana Gallo hoje canta mais alto que nunca.

Assista a “Nada sei”: https://youtu.be/_8wvO0-isoo

Ouça o álbum “Rota de Fuga”: http://bit.ly/RotaDeFugaXanaGallo

Letra:

 

Se vou novamente amar, eu não sei

Se vou conseguir te esquecer, eu não sei

O fato é que eu quis assim, esse fim

Foi difícil

Ainda sei te amar

 

Por onde a vida irá, eu não sei

E qual o caminho seguir, eu não sei

Só sei que pretendo ficar muito bem

Cada um sabe a paz e o amor que lhe convém

 

Quando as coisas não vão mais do jeito que a gente sonhou

Desde o início os sinais

A intuição alertou

E eu me pus a dormir

No teu peito e fiquei mais um pouco

Num tropeço, eu fiquei mais um pouco

E no escuro eu rezei por um novo começo

 

E qual o caminho seguir, eu não sei

Se vou conseguir te esquecer, eu não sei

O fato é que eu quis assim, esse fim

Foi difícil, ainda sei te amar

 

Por onde a vida irá, eu não sei

E qual o caminho seguir, eu não sei

Só sei que pretendo ficar muito bem

Cada um sabe a paz e o amor que lhe convém

 

Quando as coisas não vão mais do jeito que a gente sonhou

Desde o início os sinais

A intuição alertou

E eu me pus a dormir

No teu peito e fiquei mais um pouco

Num tropeço, eu fiquei mais um pouco

E no escuro eu rezei por um novo começo

 

Acompanhe Xana Gallo:

 

Facebook: https://www.facebook.com/xanagalloOficial/

Instagram: https://www.instagram.com/xanagallo/

Deezer: https://www.deezer.com/br/artist/12088836

Spotify: https://open.spotify.com/artist/6k7eWQI43UqEipcZ1e7RBw?si=QErhpnopR2enK6KgzKdZWQ

iTunes: https://itunes.apple.com/us/artist/xana-gallo/1213580743

SoudCloud: https://soundcloud.com/xana-gallo

Palco MP3: https://www.palcomp3.com/xanagallo/

Letras.com: https://www.letras.mus.br/xana-gallo/

Cifras Club: https://www.cifraclub.com/xana-gallo/

 

Xana Gallo encerra ciclo de relacionamentos abusivos com “Despertar”
Xana Gallo (Crédito: Henrique Azevedo​)

A cantora e compositora Xana Gallo encara de frente seus demônios e mostra a superação de um relacionamento abusivo no vídeo de “Despertar”. A faixa está no confessional disco “Rota de Fuga”, lançado este ano, e o vídeo mostra a gravação feita ao vivo na Tenda da Raposa, com a presença dos músicos e da cantora.

Assista a “Despertar”: https://youtu.be/Al9d6XumKco

O álbum aborda o passo a passo dos relacionamentos abusivos, desde o seu início, quando muitas vezes se parecem com um conto de fadas, até a perda do convívio social e estresse pós-traumático após o fim da relação.

Autora de todas as faixas do disco que conta sua trajetória em relacionamentos abusivos, Xana Gallo classifica “Despertar” como sua música mais libertadora e, por isto, a colocou no final do disco.

“Fiz esta música para me liberar de toda a prisão dos meus antigos relacionamentos e também para fazer as pazes comigo mesma, pois sentia muita culpa por ter vivido isto.  Me sinto muito melhor cada vez que canto ‘não, ninguém me ensinou a dizer que não, aprendi a seguir por mim, nos atalhos do coração’. Ao final da música, entrego meu caminho ao Universo na certeza de um despertar”, reflete.

Gaúcha de Pelotas e radicada no Rio, Xana Gallo é um nome para se marcar. Cantora, compositora e socióloga, ela fez de sua vida um livro aberto em suas canções e convida mais mulheres a libertarem-se de antigos padrões ao abrir caminho para novas compositoras.

“‘Despertar’ foi um presente que dei a mim mesma, numa vontade de me assegurar que ficaria tudo bem. E ficou”, conta a artista.

Em seu segundo disco, Xana Gallo trilha a linha tênue entre prisão e liberdade, submissão (mesmo que inconsciente) e empoderamento. Buscando inspiração na sua própria vida, ela mostra que é possível – e é preciso – seguir em frente, mesmo quando não se consegue ainda enxergar o que vem pela frente. “Rota de Fuga” é um relato pessoal de superação de uma série de relacionamentos abusivos pelos quais a artista passou.

“Hoje olho para trás e vejo a quantidade de relacionamentos abusivos que tive ao longo da vida e me dou conta que não tive culpa nenhuma. Na verdade, a sociedade nos prepara muito para o amor romântico e não nos prepara em nada para dizer ‘não’. Hoje, estou a salvo. Estou segura. Despertei e me tornei indestrutível”, conta Xana.

O álbum contou com a produção musical de Eduardo Neves e uma banda composta pelo contrabaixo de André Vasconcellos, pianos de Adriano Souza e Danilo Andrade e bateria de Antonio Neves.

Xana Gallo (Crédito: Henrique Azevedo)

Olhando para o futuro, Xana Gallo prepara um novo EP, “Roda, Rodou”. Gravado no Estúdio Marini, de Kassin, pelo produtor Diogo Strausz (Alice Caymmi, Balako, Aymoreco), o compacto deixa para trás a dor e coloca a força da mulher em primeiro plano.

O EP é só um dos lançamentos que virão da artista, que desenvolve também um projeto chamado “CompositorA”, onde cria canções em parceria com mulheres de diversas cidades. Elas lhe enviam seus manuscritos (poemas, versos soltos, histórias) por meio das redes sociais, alimentando a importância de as mulheres contarem, juntas, sua própria história e terem a oportunidade despertar como ela teve.

Confira “Despertar”: https://youtu.be/Al9d6XumKco

Ficha técnica:

Composição e voz: Xana Gallo

Produção musical, arranjos e flauta transversal: Eduardo Neves

Piano: Adriano Souza

Contrabaixo: Andre Vasconcellos

Bateria: Antonio Neves

Gravação, mixagem e masterização: Carlos Fuchs

Captação de imagens: Paty Custódio e Vinicius Silva

Edição: Xana Gallo

LETRA:

Foi assim, esse medo de amar em vão

Foi na busca e na ilusão

Que encontrei tanto amor fugaz

Não, ninguém me ensinou a dizer que não

Aprendi a seguir por mim

Nos atalhos do coração

Eu pensei que pudesse ser Deus

Eu ousei e tentei controlar

Eu julguei que bastava ditar

O caminho adiante a seguir

Mas o mundo deu voltas

E aconteceram fenômenos incalculáveis

Milagres extraordinários

Enquanto eu dormia

Melhor deixar a água bater, o sol nascer, a noite chegar

E na hora certa enquanto caminho eu vou despertar

Fazendo de sua música um modo de superação, Xana Gallo lança disco para superar relacionamentos abusivos

Gaúcha de Pelotas radicada no Rio, Xana Gallo fez da vida um livro aberto em suas canções. Cantora, compositora e socióloga, ela abordou o caminho de uma série de relacionamentos abusivos no álbum “Rota de Fuga”. O lançamento foi propositalmente no Dia Internacional da Mulher. Trazendo essa questão importante de volta a tona, ela lança um vídeo de estúdio para a faixa “Eu Não Sei Dizer Tchau”.

Xana Gallo por Henrique Azevedo​

Veja “Eu Não Sei Dizer Tchau”: https://youtu.be/bNnCuwR8SRE

Se o álbum aborda o passo a passo de um relacionamento abusivo, desde quando se parece com um conto de fadas, até a perda do convívio social e estresse pós-traumático após o fim da relação, “Eu Não Sei Dizer Tchau” foca num ponto específico: a sensação de não querer o fim daquela relação mesmo sabendo do mal que ela causava. A faixa  foi premiada duas vezes no Festival de Música Popular Brasileira da FEARG, na cidade de Rio Grande (RS).

“Ela parece uma música normal, que fala da dor de um fim de relacionamento. Mas, pela escolha das palavras, é possível ver nas entrelinhas que trata-se de um pouco mais do que isto. Quando escrevi esta música, eu estava vivendo o meu último relacionamento abusivo. Eu já sabia que precisava sair da relação, que as atitudes dele me faziam muito mal, mas por algum motivo eu acabava voltando”, conta a artista.

Amante e estudiosa de música desde a infância, por anos Xana Gallo dividiu a vida artística com o comércio, onde desenvolveu uma marca de doces. Em 2014, ela rompeu com tudo para focar somente na música. Foi nesse ano que, por meio da Lei de Incentivo à Cultura (PROCULTURA), gravou seu disco de estreia.

Xana Gallo por Henrique Azevedo​

O trabalho, intitulado “Mulheres, Sons, Liberdade”, contou com a participação de artistas mulheres da cena local e buscou retratar aspectos da cultura negra de sua cidade, Pelotas. Trazendo os anos de trabalho solo onde estrelou espetáculos em homenagem a grandes compositores e intérpretes do samba e da Bossa Nova, além de muitas músicas autorais na mala, ela chegou ao Rio, há menos de um ano.

Assim que desembarcou na cidade, Xana começou a trabalhar no álbum, deixando de vez para trás de vez a série de relacionamentos abusivos e assumindo as rédeas de sua vida.  O disco contou com a produção musical de Eduardo Neves e uma banda classuda composta pelo contrabaixo de André Vasconcellos, pianos de Adriano Souza e Danilo Andrade e bateria de Antonio Neves, que aparecem no vídeo de “Eu Não Sei Dizer Tchau”.

Ouça o álbum “Rota de Fuga”: http://bit.ly/RotaDeFugaXanaGallo

“Não saber colocar fim a uma relação que lhe faz mal é uma característica codependente. No Brasil, ainda discute-se muito pouco sobre esta temática. Este termo é muito empregado quando se fala de dependência de drogas. Mas existe a codependência emocional, que a cada relação abusiva, vai enfraquecendo mais a capacidade de autoconfiança da vítima e a deixando em constante estado de ansiedade, insegurança e medo”,  conta Gallo.

Além da produção do novo álbum, Xana começou uma nova parceria. Ela enviou suas composições para o produtor Kassin, conhecido por seus trabalhos com Caetano Veloso e Los Hermanos, que se encantou pelas canções e abriu as portas do seu estúdio (Estúdio Marini), para que a artista produzisse com Diogo Strausz (Alice Caymmi, Balako, Aymoreco). O resultado será o EP “Recatada”, que deixa para trás a dor e leva a força da mulher em primeiro plano.

O EP é só um dos lançamentos que virão da artista, que desenvolve também um projeto chamado “CompositorA”, onde cria canções em parceria com mulheres de diversas cidades. Elas lhe enviam seus manuscritos (poemas, versos soltos, histórias) por meio das redes sociais, alimentando a importância de as mulheres contarem, juntas, sua própria história.

Ciente da força de sua voz e da importância amor próprio, Xana Gallo é ativista na luta por mais mulheres protagonizando o meio musical. Uma voz nova, outrora silenciada, que não só quer soar mais alto que nunca, como ajudar outras vozes a se descobrirem.

Veja “Eu Não Sei Dizer Tchau”: https://youtu.be/bNnCuwR8SRE

Ouça “Rota de Fuga”: http://bit.ly/RotaDeFugaXanaGallo

Ficha técnica:

Composição (letra e música): Xana Gallo

Produção musical, arranjos e sax tenor: Eduardo Neves

Piano: Adriano Souza

Contrabaixo: Andre Vasconcellos

Bateria: Antonio Neves Gravação, mixagem e masterização: Carlos Fuchs, na Tenda da Raposa Rio de Janeiro, de janeiro a novembro de 2017.